Fone: +55 11 3031 0980|E-mail: contato@fitbank.com.br

Se você aderiu ou esta pensando em aderir a uma fintech para cuidar do seu ecossistema financeiro e para ofertar soluções para seus clientes, já deve ter se perguntando: “como meu cliente pode sacar dinheiro?”. A dúvida é muito pertinente, uma vez que historicamente sempre foi necessário um cartão e uma agência para conseguir acessar a conta. Essa necessidade, como veremos neste post, é coisa do passado – uma vez que os terminais de autoatendimento 24 horas agora aceitam saques digitais (sem cartão).

Como isso funciona?

Entre suas principais características das Fintechs estão a flexibilidade das operações, que permitem o total controle das finanças sem a intermediação de um gerente ou de uma agência física.

Por estar totalmente integradas ao que há de mais moderno em segurança digital, oferecem serviços com total confiabilidade.

Com a concorrência ainda em crescimento, também têm taxas mais competitivas e que variam com menor frequência.

E, por conta da tecnologia, a grande maioria das transações pode ser feita pelo app do celular ou computador: pagamentos, transferências, depósitos, financiamentos, etc.

No entanto, apesar de seu iminente fim, o dinheiro do papel ainda é requisitado às vezes.

Aí você deve pensar em como oferecer essa solução para o seu cliente, já que convencionalmente ele precisa achar e encarar uma agência bancária, normalmente localizada nas regiões centrais, com longas filas e horários proibitivos, certo?

Errado! Estão cada vez mais disseminadas no Brasil as redes de terminais de autoatendimento 24 horas. Com convênios com as principais instituições bancárias do país, esse serviço normalmente possibilita o acesso a serviços financeiros em locais não-convencionais, como shoppings, supermercados, faculdades, postos de combustível, etc.

A maior rede de terminais possui hoje mais de 23 mil terminais, localizados em todos os estados brasileiros.

E o mais lega é que a TecBan, empresa dona dos Terminais 24 horas, além de contar com os bancos convencionais cadastrados, criou um HUB Digital, que conta hoje com uma carta de parceiros (Fintechs) que podem oferecer as soluções dos caixas para seus clientes. Uma delas é o saque digital.

O cartão – ou dinheiro de plástico – assim como seu primo mais antigo – o dinheiro de papel – deve entrar em extinção.

Isso porque as instituições mais arrojadas já estão permitindo o saque apenas com a biometria ou com QR Code: seu cliente abilita o procedimento no app do celular e apenas confirma no terminal. Normalmente, essas redes também possuem seus próprios aplicativos, que trazem a localização dos terminais mais próximos do lugar em que você está.

Tudo mais seguro, rápido e sem os riscos que todo mundo já enfrentou, como o esquecimento do cartão – que também pode quebrar ou ser furtado – ou a demora em localizar uma agência do banco com o qual mantém relacionamento. Fora os horários que são mais extensos que os caixas convencionais.

O FitBank se tornou parceiro do HUB Digital no começo de 2020 na intenção de poder oferecer mais uma solução para seus clientes que queiram oferecer esse ecossistema completo para seus clientes, tudo via API e com um time de suporte e integração completo para você se preocupar apenas em monitorar sua base.