Fone: +55 11 3031 0980|E-mail: contato@fitbank.com.br

A notícia é recente: o Banco Central acaba de receber aval do Conselho Monetário Nacional para iniciar a regulamentação do open banking – ou Sistema Financeiro Aberto.

A ideia é que a modalidade entre em operação em novembro deste ano e esteja totalmente implementada em 2021.

Trata-se de um passo determinante na transformação financeira de muitos cidadãos, que já vinha sendo estudado e adotado com sucesso em outros países, mas que foi acelerado em decorrência da pandemia do coronavírus.

O open banking, como o nome sugere, é uma espécie de banco aberto que busca empoderar o correntista.

Em vez de manter-se vinculado apenas às instituições com as quais mantém relacionamento, o cidadão poderá (se quiser!) compartilhar parte de seus dados básicos com outros grupos que operam no mercado.

Como funciona hoje?

Seu histórico como correntista pertence a você, mas está “guardado” a sete chaves no banco do qual você é cliente. Isso inclui seus rendimentos, investimentos, tempo de relacionamento, histórico de adimplência, financiamentos contraídos, créditos e limites, etc.

Se por qualquer motivo você pensa em mudar de banco, todo esse seu “DNA financeiro” não muda com você – e só após um longo processo burocrático você consegue migrar de instituição.

Com o open banking, uma camada de tecnologia é compartilhada entre todas as instituições por meio dos APIs (application programming interface).

Esse aplicativo é uma espécie de chave-mestra, que abre todas as portas do sistema financeiro, de modo a “conversar” com as demais instituições e fornecer dados básicos (se você quiser!).

Por exemplo: suponha que você esteja prestes a entrar no cheque especial em seu banco, conhecido pelos juros altos. Uma determinada fintech que tenha acesso a essa informação pode lhe oferecer um financiamento a juros baixos, de modo a cobrir este montante impedindo que você caia no cheque especial.

Esta é apenas uma funcionalidade, mas o open banking oferece uma série de outras vantagens:

1. Competitividade – Ao conhecer as taxas de juros e os pacotes de serviços de todas as instituições, você terá mais autonomia para decidir os rumos da sua vida financeira. Isso significa que as instituições também vão se organizar para aderir a alternativas mais competitivas;

2. Transparência – No mundo analógico, o cliente do banco tem pouco poder decisório sobre suas transações. Qualquer mudança de limites e de padrão de investimento depende de autorização prévia de gerentes e análises demoradas. Com o open banking, essas informações se tornam mais claras e as demais empresas podem lhe procurar para oferecer produtos mais vantajosos;

3. Mais soluções – A competitividade e a transparência nos leva a um cenário de maior oferta de produtos e serviços com foco no consumidor, e não mais na instituição. As próprias fintechs e os bancos conhecerão melhor os usuários e poderão oferecer serviços personalizados.

Mas… O que isso tem a ver com a pandemia de coronavírus?
Tudo.

Infelizmente, uma doença transmitida em escala global provocou uma crise econômica sem precedentes recentes.

Além de solapar a vida financeira de pequenos, médios e grandes empresários, autônomos, informais e profissionais liberais, a pandemia também mostrou o quão anacrônico está o sistema bancário.

Quem precisou de financiamento ou qualquer tipo de ajuda percebeu a dificuldade que foi – porque os procedimentos não estão preparados para situações excepcionais.

Vivêssemos na era do open banking, os dados básicos dos correntistas já seriam conhecidos e a análise de crédito seria abreviada.

Além disso, o próprio usuário poderia escolher a maior saída para seu negócio, sem depender de uma única instituição com a qual mantém relacionamento.

O FitBank está atento a essas transformações do mercado. Com tecnologia para dar “poder de banco” ao seu negócio ou a sua vida particular, a fintech já se prepara para a regulamentação definitiva deste sistema, oferecendo soluções integradas de pagadoria, recebimento de contas, antecipação de recebíveis, oferecimento de cartões, entre outras plataformas.

Se você quer saber mais sobre as soluções do FitBank para o seu negócio, entre em contato com um de nossos consultores em nossos canais de atendimento.

Cel (Whatsapp): 011 97709-1977

comercial@fitbank.com.br

Assine a newsletter do FitBank e fique por dentro das novidades do mercado financeiro e de tecnologia. É rapidinho.