Fone: +55 11 3031 0980|E-mail: contato@fitbank.com.br

A necessidade de distanciamento social imposta pela pandemia do coronavírus apressou um fenômeno que já vinha se desenhando no segmento educacional e profissionalizante do país: os cursos online (semipresenciais ou totalmente virtuais) já registram crescimento, o que também acabou se tornando um nicho de mercado em franca expansão.

A expectativa é a de que a gestão de cursos mediados pela internet tenha vindo para ficar.

Além de cursos de graduação e pós-graduação autorizados pelo Ministério da Educação, fazem parte deste rol os cursos profissionalizantes, os preparatórios, os aperfeiçoamentos, os minicursos e as especializações.

Muita gente aproveitou o tempo em casa para pôr a formação em dia – enquanto outros buscaram novos conhecimentos para migrar de atividade quando tudo isso passar.

Entidades ligadas ao setor já consideram que o EaD estará no “novo normal” do ensino, mesmo com o fim da pandemia.

De um lado, pequenas empresas que ofereciam cursos rápidos, normalmente de aperfeiçoamento profissional, se viram em uma situação muito complicada – que é a necessidade de migrar para o digital sem nunca ter experimentado a tecnologia como aliada.

Por outro lado, empreendedores de primeira viagem enxergaram neste segmento um potencial valoroso de crescimento e agora querem investir em salas de aula virtuais para oferecer diversas qualificações.

Seriedade e rapidez

Para os dois casos, uma boa sugestão é estudar um pouco sobre as soluções de pagamento.

Pense bem: um curso virtual está desterritorializado, ou seja, por mais que tenha uma sede fixa para gerenciar questões administrativas e jurídicas, seu alunado está no Brasil inteiro. Em outras palavras, os alunos que se matricularão nos cursos precisam ver seriedade no negócio para investir em aulas, tarefas e eventualmente material didático.

Um portal amador tende a atrair poucos clientes, ainda mais em um cenário de crise econômica.

Já um portal que disponha de um sistema próprio de recebimento, que autorize pagamento com cartões, boletos e débito em conta, transmite seriedade para o negócio.

O FitBank tem as melhores soluções para quem está começando no mundo digital, porque nasceu neste ambiente.

Os sistemas de pagadoria são reconhecidos pela segurança e agilidade, com compensação imediata e autonomia para o cliente escolher a melhor forma de pagamento.

Na outra ponta, o split de pagamentos permite que os recebimentos sejam divididos entre os seus diversos “fornecedores” de maneira imediata, entre os quais os responsáveis pelas aulas, pelo conteúdo audiovisual ou pelo material didático, por exemplo.

Já a antecipação de recebíveis pode reforçar seu fluxo de caixa antes que o dinheiro efetivamente chegue em sua conta, ampliando o capital para investimentos em sistemas e divulgação.

Quem já fez um curso online sabe o que é prioridade: além da questão pedagógica, é necessário que o sistema demonstre estar preparado para se estabelecer enquanto uma instituição de ensino, ainda que fora dos ambientes convencionais.

Para isso, é fundamental garantir uma boa engenharia de pagamentos, que levarão os cursos online a outro patamar.

Se a mudança é irreversível, o ideal é que seja conduzida com profissionalismo. Tudo o que o aluno de um curso digital não precisa é de amadorismo ou lentidão – ainda mais em um momento como este.

Assine a newsletter do FitBank e fique por dentro das novidades do mercado financeiro e de tecnologia. É rapidinho.